05 novembro

Resistência festiva

Comentários

AD1A4581-ADFF-42BC-8411-DBE05C7F4D55

A resistência será festiva, meu bem. Se os tempos são duros, faremos festa. Comeremos bolo. Convidaremos os amigos que nos fazem bem e a quem desejamos o bem. Ficaremos juntos de mãos dadas. Daremos beijos e muitos abraços. Falaremos palavras de amor. Dia e noite. Seremos felizes. Porque é o que nos resta. Festejaremos o dia porque está sol. Se fizer frio, acenderemos o fogo e ficaremos ainda mais juntos. Colocaremos a mesa mais linda para o almoço do domingo. Estenderemos as tolhas no varal, para que tenham cheiro de sol e de vida. Trocaremos o chuveiro ruim por um indecente de bom. Arrumaremos a cama com o capricho de uma camareira de hotel cinco estrelas. Perfumaremos nossos lençóis com a lavanda mais cheirosa do planeta. Dormiremos e sonharemos com maravilhas. Viveremos a beleza como nunca. E acordaremos prontos para a festa. Para qualquer festa em que sejamos um pouco mais felizes durante a dancinha mais boba e mais preciosa. Faremos malabarismos para equilibrar os pratos, os afetos, os desejos, os propósitos mais nobres. Respiraremos aliviados por fim. Amaremos, enfim. Fim.

* a foto deste post é da Milena Orlandi @estudioseiva, produzida pela @gutacarvalho para o livro “Como ninguém pensou nisso antes” escrito com amor pela @casadachris

comentários