08 novembro

Um canto para chamar de seu

Comentários

img_0810

Toda casa deveria ter um esconderijo. Um cantinho preferencial em que você possa desaparecer por alguns momentos. O motivo você escolhe: meditar, ficar à sós com seus pensamentos, se esconder do barulho, mergulhar em um universo particular que tenha a ver com algo que você goste muito. Eu gosto de muitas coisas, geminiana… Mas gosto demais de livros. Por isso inventei espaço para uma microbiblioteca na minha casa.

img_0812

É o meu esconderijo feito com sarrafos de madeira. Onde guardo meus volumes favoritos. Para onde vou quando quero me sentir um pouco Harry Potter dentro do armário sob a escada. É nesse espaço que também me divirto inventando novas maneiras de expor os livros, como se estivesse brincando de loja, sabe como?

img_0813

A distribuição dos títulos é completamente bizarra. Costumo selecionar os livros por afinidades, não necessariamente de gêneros. Às vezes reúno grupos de livros de um assunto só: culinária ou decoração, por exemplo. Em outro canto podem estar meus livros favoritos da vida, grudados feito baralho na caixinha. Em um outro canto guardo os livros que escrevi, bem perto dos livros que nunca esqueci quando era criança. “A bolsa amarela” é um que não desapego nunca. Tudo isso para dizer que ter um espaço para chamar de seu é algo que recomendo. Tanto quanto um livro recheado com boas histórias.

img_0814

comentários