04 janeiro

Rosa e azul

Comentários

img_0841

A minha primeira lembrança impactante que tive dentro de um museu foi ao avistar Rosa e Azul do Renoir. Foi na temporada original dos displays de vidro criados pela Lina Bo Bardi para o MASP. Ver aquela pintura ao vivo foi como um mergulho em um mar tranquilo. Aquelas meninas lindas, uma delas meio tristinha, cada uma delas com vestidos que deram nome à famosa pintura. Hoje, vasculhando meu acervo de imagens, encontrei as duas que ilustram este post de estreia em 2017. Não sabia direito por que tinha gostado tanto de cada uma delas. Hoje veio a lembrança. Memória afetiva não falha. E é dela que tiramos as melhores inspirações para a nossa vida. Começo, portanto, este ano com esse lembre importante: não esquecer nunca do que você mais gosta. A minha memória resgatou a combinação de rosa e azul, que se estende por derivações como o vermelho e azul, que vira e mexe aparecem na minha casa em algum combinado decorativo. E você, do que mais gosta? Que tal estrear esta nova fase com um projeto que lhe remeta às suas melhores lembranças e sensações?

 

 

img_0843

comentários