23 outubro

Que futuro é esse?

Comentários

IMG_2615

Semana passada fui assistir Blade Runner 2045. Como não sou crítica de cinema, não vem ao caso comentar o filme. Apenas digo que o primeiro é um clássico. Já este novo, apenas mais um filme de ação. Amo o Blade Runner original por incontáveis motivos, um dos principais: realizar na tela um futuro palpável, sujo e caóticamente inspirado nas ruas de Tóquio. Na minha primeira noite chuvosa na capital japonesa, em 1998, tive a certeza de estar no set do filme. Nessa segunda versão, as referências nipônicas seguem firmes e fortes, só que um pouco menos “vida real” em comparação ao  original dirigido por Ridley Scott (te amo Ridley). Mas por que raios resolvi falar de cinema por aqui? Porque assistindo ao novo BR, situado no ano de 2045, fiquei pensando nos ambientes decorados de 2001, uma Odisseia no Espaço, do Kubrick. Eu, que também sou louca pelos filmes dele, não tive como resistir a uma analogia básica tendo como viés o decor. Veja bem… Enquanto Kubrick vislumbrava um futuro limpinho, branco e com muito LED (antes mesmo de o LED existir), Scott foi mais roots, encarando o futuro como um lugar sombrio, encardido e com elementos decorativos nada futuristas. A cena de Harrison Ford preparando, talvez, um Miojo na cozinha não me deixa mentir. Já Kubrick… imaginou um decor-ostentação-luminoso para seus personagens do ano de 2001, afe! Em 2001, na vida real, até as lâmpadas eram do século 20. Mas ficção é ficção e não ficar gongando as ideias decorativas do Kubrick. O que fica para este post é que o futuro das nossas casas não deve seguir a linha nem de um, nem de outro. Se ninguém resolver detonar uma bomba atômica antes da hora, talvez em 2070 as casas ainda sejam bem parecidas com as que temos hoje. Talvez com mais LED, provavelmente mais escurinhas devido ao aumento descontrolado da conta de luz? Só sei que saí do cinema feliz por as coisas seguirem pelo caminho do meio nestes tempos atuais, pelo menos quando o assunto é decoração de interiores.

IMG_2618

, ,

comentários