09 janeiro

Novo olhar, novos usos

Comentários

img_1311

 

Duas pinturinhas lindas misturadas aos acessórios da cozinha? Um galho caído na praça perto de casa e, bingo!, você tem o suporte para tábuas de corte, panos de prato e até para os maços de ervas da cozinha. Um novo olhar garante instantaneamente novos usos para objetos do nosso cotidiano. Dei estes dois exemplos por serem bem claros. Quando avistamos uma pintura, logo pensamos em sala, escritório ou quartos. Galhos e outras peças igualmente rústicas têm como destino inicial nas nossas cabeças alguma área externa da casa. Não é verdade? Pois lanço neste post o desafio de, a partir de hoje, olhar para os objetos da sua casa com outros olhos. É uma experiência divertidíssima que rende arranjos inesperados e, justamente por isso, irresistíveis. Outro dia mesmo fiz isso olhando algumas peças guardadas em armários. Menina, não é que descobri uma porção de novos usos para o que estava ali, escondido de todo mundo?

Mesma “filosofia” vale para o garimpo fora de casa. Antes de comprar algo novo, pare e pense: será que já não tenho algo que pode preencher essa vontade decorativa? Ou então: será que posso usar esse objeto que despertou meu desejo de uma maneira diferente do habitual? Casas interessantes começam a ser decoradas dessa maneira inspirada, que liga desejos e utilidade a novas composições. As duas fotos que ilustram este post deixam bem claro isso. Dedico as duas a vocês, como uma lição de casa diferente para testar nesta semana em que o ano começa pra valer.

 

img_1314

comentários