11 setembro

De onde vêm nossas inspirações

Comentários

IMG_2413

 

As nossas inspirações vêm de algo que vemos e, na hora, sentimos algum tipo de emoção. Dependendo do momento, elas podem vir da cena de um filme ou de um prato de doces. Podemos nos sentir inspirados ao bater os olhos em uma bonita paleta de cores que, claro, tenha a ver com nossos desejos mais íntimos. Também somos atraídos por cenários que nos remetem às nossas lembranças mais deliciosas. Ou a algum lugar que visitamos e que ficou pra sempre carimbado no nosso inconsciente. A inspiração pode vir de um sonho, de uma música, de um show. Esta semana, impregnada pela história da Versailles, me vi as voltas com inspirações decorativas um tanto aristocráticas. Vontade de morar em palácio mesmo, às vezes rola… Mas queria mesmo era ouvir um samba do Criolo no palácio, de pernas para o ar. Uma coisa meio antoniêtica-carioca, sabe como? Tudo isso para dizer que a inspiração também vem de surtos de amor, inspiração de momento, à primeira vista, por que não? E se não dá para morar no palácio, podemos ficar ao menos com as almofadas de cetim brilhante, com os móveis estofados com imitações de peles de bicho, como os macarrons coloridos, vai? Podemos sim. Porque inspiração não precisa ser literal, réplica fiel da cena desejada. Precisa é despertar uma emoção. E quem for esperto o suficiente que guarde isso bem guardado, para depois repetir em casa e ser mais feliz todo dia.

IMG_2412

comentários