02 fevereiro

Café com efeitos especiais

Comentários

IMG_2719

 

Dizem que os lugares em que a gente vive deixam marcas, lembranças e sabores espe- ciais em nossa memória. Isso explica o fato de eu nunca ter deixado de gostar de café gelado, hábito adquirido em Tóquio, onde vivi dois anos felizes. Tudo era desculpa para tomar café gelado: era prático de carregar no trem, era fresquinho nos dias de calor e também tinha seu valor nas muitas madrugadas que passei escrevendo, edi- tando, cortando parágrafos inteiros, adicionando outros tantos. Vida na redação de uma revista não é só glamour. Era aí que entrava o café gelado, embalado em latinhas lindas e convidativas. A versão caseira é ainda mais deliciosa. Você mistura uma medida de café forte com um punhado de gelo e algumas colheres de leite condensado. Se preferir uma bebida mais leve, basta trocar o leite condensado por leite desnatado e servir adoçado ou não. Eu prefiro meu café sem açúcar, acompanhado de um quadradinho de brownie. Essa é uma pedida e tanto para deixar a hora do café bem mais interessante em um dia de verão. Duvido que você resista a inventar outras boas desculpas, além do calor, para pedir mais um.

comentários