31 janeiro

Atrevida e atemporal

Comentários

IMG_1393

 

 

Continuando os trabalhos desta semana… A cadeira DSW foi criada por Charles e Ray Eames no final dos anos 40 para um concurso de mobiliário promovido pelo MoMa (Museum of Modern Arts) de Nova Iorque. Diz a lenda que os pés de madeira da cadeira tiveram como inspiração a Torre Eiffel parisiense, o que só ajudou a torná-la um clássico desses que nunca saem de moda.

Charles e Ray são autores desta e de mais outras tantas cadeiras que ficaram famosas não só pela beleza, mas também pela funcionalidade das peças. Eles eram grandes entusiastas da ideia de que era pouco um produto ser apenas bonito, ele deveria também melhorar a vida das pessoas de alguma maneira. Desse pensamento veio a grande sacada desta cadeira: o formato orgânico, feito sob medida para as curvas do ser humano – pensamento inovador para os anos 1950, época em que começou a ser fabricada em larga escala.

O casal-sucesso do design também queria que a peça fosse acessível ao maior número de pessoas, outra ideia à frente do seu tempo. A cadeira original – com o assento e o encosto da cadeira moldados em uma peça única, outra loucurama proposta pelos Eames – era feita de metal, material que pouco tempo depois foi substituído pela fibra de vidro. Hoje, quase todos os modelos disponíveis nas lojas de fast decor são feitos de polipropileno. Uma coisa, porém, nunca mudou: a cadeira segue até hoje como um dos fetiches máximos do design, jovem e atrevida como nasceu.

comentários