12 janeiro

Achados e nada perdidos

Comentários

IMG_1332

 

Uma boa meta decorativa para 2017 é ficar apenas com o que nos interessa. O que tem utilidade, é bonito e usado no dia-a-dia. Dá uma alegria abrir um armário em que tudo entra e sai o tempo todo. E vou além… Que tal trocar jogos todos combinadinhos por louças incríveis e desparelhadas. A ideia não é novidade, mas tem tudo a ver com essa mudança de hábito. Que usa um jogo de 12 pratos iguais com frequência? Fala a verdade… A minha proposta, que vem sendo colocada em prática nesta casa, é escolher sua lojinha virtual favorita e fazer rodar o que ainda está bom, mas você não usa, não gosta ou simplesmente enjoou. Funciona assim: você coloca suas coisas para vender e, assim que a venda for realizada, você compra outras que façam mais sentido na sua vida atual. Uma dica boa é vender as peças individualmente: 1 prato, 1 xícara, um copo… A ideia é estimular a criação de coleções charmosas, como as que você mesmo pode montar fazendo um bom garimpo na web. Eu, pelo menos, acho bem mais interessante ter peças únicas que formem conjuntos igualmente únicos e que podem ser usados tanto no café-da-manhã da segunda quanto no jantar entre amigos do sábado. Jogos que tenham peças desparelhadas, mas que combinem entre si, criam uma sensação de “efeitos especiais” na nossa casa. Pra começar agora!

 

* A coleção de copinhos de saquê é uma das favoritas da minha casa. Eles começaram a ser garimpados quando morei no Japão e continuam sendo garimpados até hoje nas lojinhas da Liberdade, em São Paulo, não são lindos?

, , , ,

comentários